Manipulando XML em grande escala com PHP

Existem vários métodos para manipular arquivos XML grandes. Quando digo grandes, são realmente grandes, 10, 20, 30 mega. Se fossemos abrir um arquivo desses em um servidor comum, certamente a operação ia terminar com um “time-out”. Isso porque geralmente usamos as funcoes da extensão SimpleXML. Esta extensão tem um “Tree-based parser”, assim como o “DOM Parser”. Funcionam perfeitamente em arquivos pequenos. Estes jogam o conteúdo do XML em memória, e dali você manipula. Mas quando os arquivos são muito grandes, o negócio é procurar um Stream-based Parser. São mais eficientes pois fazem a leitura do arquivo sob demanda, é mais rápido e não mastiga a memória do servidor.

Dentre os Stream-based Parsers, temos o SAX e o XMLReader. Vou demostrar como fazer a leitura de um XML utilizando o XMLReader, pois é mais fácil de implementar e de execução mais rápida, como podem acompanhar neste link.

O XMLReader é uma extensão habilitada e incluída por padrão a partir da versao 5.1 do PHP, surgiu através da derivação da API do XmlTextReader em C# e é baseada na biblioteca libxml2. Antes disso, a extensão XMLReader era disponível apenas na PECL. O XMLReader suporta namespaces e validações, incluindo DTD e Relax NG (REgular LAnguage for XML Next Generation)

Bom, vamos ao código. Meu XML de exemplo tem a seguinte estrutura:

[cc lang=”xml”]


João Da Silva
Avenida São Paulo
Centro
São Paulo
xx.xx-xx
(11) 1234-4321
12345678901
1234567890


.
.
.


[/cc]

Código em PHP:

[cc lang=”php”]
$vendedores = new XMLReader();
$vendedores->open(‘vendedores.xml’);
while ($vendedores->read()) {
switch ($vendedores->nodeType) {
case (XMLReader::ELEMENT):
if ($vendedores->localName == “vendedor”) {
$node = $vendedores->expand();
$dom = new DomDocument();
$n = $dom->importNode($node,true);
$dom->appendChild($n);
$simple_xml = simplexml_import_dom($n);
$codigo = $simple_xml[‘codigo’];
$nome = $simple_xml->nome;
$endereco = $simple_xml->endereco;
// Código customizado… insert, update, etc.
}
}
}
[/cc]

 

Percebam que em um determinado momento eu transformo o bloco de leitura atual, ou seja, a tag vendedores em um objeto SimpleXML, tornando a leitira extremamente fácil. Desta maneira voce pode tranquilamente trabalhar com arquivos XML de 5, 10, 50 mega sem detonar a memória do servidor. Meu próximo passo será melhorar essa rotina e transforma-la em uma library pro framework CodeIgniter. A quem possa interessar, toda ajuda é bem vinda!

Did you like this? Share it:

CodeIgniter Folder Icons for Leopard

Hello there! I decided to play a bit and make some folder icons. So here is my contribution for mac developers on this great framework. I made 3 versions, yellow, red and default blue color.

The icon set includes sizes from 16px to 512px, and real folders (just drag and drop on “get info” dialog). As is the case with any downloads I make available here, please do not redistribute the icons or attempt to pass them off as your own.

codeigniterfoldericons

Download codeigniter_iconset.zip (2.03MB)

Did you like this? Share it:

CodeIgniter: Dicas

Hoje eu vou dar alguams dicas que eu uso em todo projeto envolvendo CI. Primeiro, no “url_helper“, eu fiz a seguinte modificação na função base_url():

[cc lang=”php”]
if ( ! function_exists(‘base_url’))
{
function base_url($link=FALSE)
{
$CI =& get_instance();
$baseUrl = $CI->config->slash_item(‘base_url’);
if ($link===TRUE) $baseUrl .= $CI->config->slash_item(‘index_page’);
return $baseUrl;
}
}
[/cc]

Isso me permite usar a função em links, onde eu não sei se o host final suporta mod_rewrite. Assim, eu posso usar

[cc lang=”php”]

[/cc]

que ele automaticamente coloca o index.php antes dos controllers dependendo do seu config.php, e em caso de imagens e inserts de .js, ou .css, é só usar normalmente, base_url(). Normalmente não mecho com o Core do CodeIgniter, portanto eu salvei uma copia do url_helper modificado na minha pasta helpers dentro da pasta application.

Segundo. Essa é muito simples. Quando eu uso a classe Form Validation, e eu tenho um campo em branco que não é obrigatório, e obviamente eu nao precisaria usar uma função set_rules, o campo não é preenchido. No entanto, se eu usar uma função set_rules sem especificar uma regra,

[cc lang=”php”]
$this->form_validation->set_rules(‘field_name’, ”, ”);
[/cc]

eu consigo deixar o campo em branco no formulário, mas se eu digitar alguma coisa, o campo ainda assim é repopulado.

E por último, quando eu uso a classe de upload, as vezes eu tenho que apagar o arquivo quando eu edito um registro com uma foto, por exemplo. Entao eu preciso do caminho absoluto da raiz da aplicação. Não achei nenhuma constante definida pra este caso, então criei uma. No arquivo index.php, insira esta linha após a ultima declaração de constantes:

[cc lang=”php”]
define(‘FULLPATH’, pathinfo(__FILE__, PATHINFO_DIRNAME));
[/cc]

Agora, eu tenho a constante FULLPATH que guarda o caminho absoluto da minha aplocação. Espero que essas pequenas dicas tenham sido útil para alguem 😉

Did you like this? Share it: